promoção do envento memórias de ciência

 

Factos e curiosidades…

Celestino da Costa e David Ferreira junto a equipamento de laboratório

A equipa do Arquivo de Ciência e Tecnologia tem vindo a elaborar alguns instrumentos úteis para o estudo e compreensão dos arquivos à sua guarda, bem como das entidades responsáveis pela sua produção ou reunião ao longo dos anos. Nesse contexto e com o propósito de dar a conhecer duas personalidades da ciência em Portugal, cujos arquivos pessoais foram doados ao ACT, disponibilizamos os registos de autoridade arquivística de José Francisco David Ferreira e Augusto Celestino da Costa, ambos médicos e cientistas.

E se não sabe o que esperar de um Registo de Autoridade Arquivística, fique a saber que se trata de uma compilação de dados e informações organizadas de acordo com normas internacionais, que, neste caso, servem para descrever entidades que produzem ou guardam arquivos.

Consulte mais informação aqui.

 

Destaques

Detalhe do cartaz do encontro sobre história da ciência6º Encontro Nacional de História das Ciências e da Tecnologia (ENHCT)
O Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT) organiza o 6º Encontro Nacional de História das Ciências e da Tecnologia (ENHCT). O Encontro propõe uma reflexão sobre a História das Ciências e da Tecnologia e irá realizar-se entre os dias 9 e 11 de Julho de 2018, na FCT-NOVA, em Almada. Até ao dia 31 de janeiro decorre o prazo para submissão de propostas de comunicações.

 

imagem promocional de ano europeu do património cultural Ano Europeu do Património Cultural 2018
2018 é o Ano Europeu do Património Cultural (AEPC 2018), o que representa uma oportunidade para a realização de inúmeras iniciativas locais, regionais, nacionais e europeias. Os objetivos maiores são a promoção da diversidade cultural, do diálogo entre diferentes culturas e a coesão social. A decisão foi tomada pelo Parlamento Europeu no seguimento da proposta da Comissão Europeia. Podem associar-se à iniciativa entidades públicas e privadas ligadas à Cultura e ao Património.

 

imagem alusiva à literacia digitalProjeto Literacia Digital
O MILD – Manual de Instruções para a Literacia Digital é um projeto que visa dar mais competências para usar a Internet de forma mais esclarecida. Materializa-se através de um portal que se destina aos jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, e que vai estar disponível nas escolas a partir deste ano que agora se inicia. O projeto é financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e foi apresentado no passado dia 30 de novembro.